quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

"Ele é (...) mas é meu amigo!"

Eu acho... que é quando estamos de mudança que percebemos o valor de algumas coisas que sempre ficam guardadas e a gente nem lembra delas. Pois é, estava eu encaixotando as minhas tralhas e encontrei uns manuscritos - com a mesma letra horrível de sempre, por sinal - de uns cinco anos de idade. Depois de ler duas vezes, resolvi postar aqui para compartilhar as minhas antigas - e contínuas - impressões sobre algo que ninguém consegue viver sem: os amigos.

A palavrinha "amizade" carrega um significado tão grande que, mesmo se esquecessemos o nome de uma pessoa conhecida, bastaria substituir por “amigo” que ninguém se importaria. E mesmo com a nossa mania de falar mal de todo mundo, quando se trata dos nossos amigos, por mais esquisitos que sejam, não vemos além da imagem ou de suas características (ainda que fedam como o Shrek, sejam estúpidos como o Burro Falante ou irritantes como o Zangado, da Branca de Neve). Em minhas observações, pude catalogar alguns tipos de pessoas com as quais podemos conviver sem que seus perfis nos incomodem (muito).

Entre todos esses sujeitos de culturas sortidas, costumes incríveis e espantosos que conhecemos, há um amigo que chamarei de FLOR, a quem tudo fere. Mas sosseguem o rabo os homofóbicos e escarnecedores de plantão, pois não existe motivo para discriminá-lo. Apesar de sensível em sua forma de sentir tudo ao redor, não há pessoa que nos passe mais tranquilidade, alegria e amor nas horas de consolo, desabafo e dúvidas.

O amigo TESOURO é aquele difícil de se encontrar, mas quando achado, todos querem ficar com ele. Já o amigo ROCHA, protege a todos, pronto a fazer tropeçar quem cruze o caminho de seus amigos a fim de cometer-lhes algum mal. E o amigo ESPELHO dá tanta importância a seus conhecidos, que segue todos os seus passos, tem as mesmas ações, um perfil caricaturado e o semblante de uma copiadora; é o amigo perfeito para o amigo ESTRELA. Este, por sua vez, quer ser seguido, que reconheçam seu brilho, quer guiar e não se conforma em ser apenas mais um: faz amigos para sobreviver da admiração deles.

Amigo PROFESSOR e amigo ADVOGADO nem sempre são boas companhias. O primeiro acha que sabe tudo, já viveu muito e se seus conselhos não forem seguidos, faz greve no coração dos que o amam, exigindo reajuste na sua baixa renda de reconhecimento. Mas o segundo, além de contestar cada coisinha do que lhe é dito, tem sempre nas mãos "provas" contra seus amigos, por não serem melhores; é sempre contra a opinião dos outros e não se conforma se os “membros do júri” lhe deram causa perdida na amizade.

O amigo VELA quer iluminar o caminho dos seus amados - ai dele deixar alguém tropeçar ou se ferir -, não suporta ver ninguém chorando com medo do escuro que às vezes se revela ser nossas vidas. Mas se os protegidos desse cara arrumam uma chama no coração - daquele tipo que faz flutuar nas nuvens e provoca coraçõezinhos nos olhos -, ele se empenha em “queimar o filme”, e quando não consegue, vira um muro entre os amigos e a criatura que apareceu de gaiato para abalar sua amizade; afinal, ele já é um "vela" mesmo.

Há dois amigos que são legais, mas depois de certo tempo é preciso tirar um descanso deles. O COLA é do tipo que prende em qualquer um: bastou dar confiança e ele gruda. É extremamente carente e como não lhe dão muita consideração na vida, acha que qualquer um que diz “oi” é amigo; logo gruda. Diferente, mas não por completo, é o amigo CHICLETE (esse, nem esfregando sai). É tipo aqueles dois amigos que fazem tudo juntos, estão sempre na casa um do outro, respiram juntos, sabem o que o outro está pensando... mas quando é hora de se separarem e se despedir, percebem que não conseguem se desprender; estão grudados.

Há um amigo prazeroso, mas que vicia. O amigo COCA-COLA. Com ele você sai uma vez, vicia; brinca uma vez, vicia; sorriu pra ele, viciou. Você quer sempre estar com ele - não chegam a ser um grude, mas quando não estão juntos, bate a saudade (ou a sede).

Dois outros tipos de amigo tem de se dar uma atenção especial. Às vezes são esquecidos e sofrem tanto para estar com você... O amigo TARTARUGA quer participar da corrida com os outros, mas, quando é dada a largada, ele percebe que todos venceram na vida, passaram no vestibular, tornaram-se médicos, tornaram-se famosos... e ele ficou para trás. O amigo PERERECA é semelhante. Deixado para trás, fica pulando, pulando, tentando encontrar um caminho, um atalho para alcançar os demais, mas acaba subindo pelas paredes e perdendo o rumo.

Tem também o amigo PETECA: é carente, mas ninguém quer ficar com ele. Jogam pra um, devolvem pra outro, lançam pra lá e pra cá, empurram pra todo mundo. Há ainda os clássicos Disney: amigo BELA E A FERA, amigo SAPO e amigo BELA ADORMECIDA. O amigo SAPO é aquele que de cara te dá nojo, mas quando você o conhece melhor, descobre que é um príncipe enfeitiçado. O amigo BELA é doce, gentil e simpático, mas se alguém lhe contradiz, ele se transforma na FERA; mexeram com quem ele ama, então, vira bicho. No entanto, o BELA ADORMECIDA vive dormindo, não acorda para a vida, todo mundo lhe passa a perna; depois de 200 anos, mesmo com um "beijo de amor", ele não acorda.

Amigo ESPINHO é aquele que te diz as verdades sem medo e de forma direta, doa a quem doer; ele prefere te ferir antes dos outros virem a te magoar.
O amigo MAMÃE, junto com os conselhos, está sempre perguntando se você tomou o remédio, pede pra sair da chuva senão fica "dodói", te leva um casaquinho para o caso de esfriar, pergunta se fez o dever de casa... o único que o aceita bem é o amigo “DADÁ DUDU”. Esse quer tudo na boquinha, acha que seus amigos são responsáveis por ele, quer que os outros façam tudo, todo mundo carrega suas coisas.

Amigo PADRE é aquele que fala mais do que faz: para te contar um segredo, faz uma missa; para te responder uma dúvida, outra missa. Seu melhor companheiro é o BELA ADORMECIDA (por que será?). Um amigo interessantíssimo é o IGREJA UNIVERSAL: para tudo faz milagre. Já o amigo DORIL é assim: pintou problema, ele sumiu. E o amigo LINHA dá tanta volta, tanto rodeio, que te deixa enrolado.

Cuidado com o amigo “BINGO”. Ele está com você apenas enquanto pode bancá-lo; apareceu alguém com carro, ele muda de rumo. Se tiver iate, avião... vixe, já sabe com quem ele vai estar, não é?

Amigo DEFUNTO: sua boca é um túmulo. Amigo CAIXA: tudo o que você contar, ele guarda como ninguém. Amigo CELULAR: na hora que você mais precisa, ele está fora de área. Isso quando não dá ocupado direto. E se o assunto são seus desabafos, você chama, chama, mas ninguém atende. Às vezes fica mudo e outras vezes dá linha cruzada: ele presta atenção na conversa dos outros e esquece de você.

Amigo PINGÜIM te coloca sempre numa fria. Amigo CARTA é ótimo pra cobrar: vem por Sedex! (Fofoca, desaforo e maldade, vem ligeiro). Mas pediu um favor, até pra achar o selo é difícil.

Amigo INTERNET vive batendo papo. Mas se alguém coloca um "vírus" na cabeça dele a seu respeito, detona contigo sem pensar, infectando seus documentos de confiança, seus arquivos de sentimentos e suas pastas de amizade.

À parte os amigos GOLPISTA, ATLETA, CAMA, TORTA, BOLA... amigo é amigo em todas as coisas. Às vezes não são como nós esperamos; às vezes são tão invisíveis aos nossos olhos, que dizemos não ter amigos. Mas o importante nisso tudo é que nascemos para tê-los e eles estão espalhados pelo grande mundo, buscando um lugar no nosso coração... eu acho!

8 comentários:

Carol disse...

Eu também acho! E acredito ainda que esses tipos muitas vezes se misturam, formando o BOMBRIL, mil e uma utilidades!
Beijo, meu amigo!
Espero ser uma bênção em sua vida assim como você é na minha!

Rosana disse...

Bem analisando esses tipos de amigo, fico a pensar em qual deles me encaixo....entretanto é para você a pergunta você ve meu perfil aí?
Realmente diversas são as personalidades, mas uma unica coisa tem que estar presente na verdadeira amizade, autenticidade e verdade. SER AMIGO DE VERDADE

Agradeço a Deus pela nossa amizade

beijos

Thiago disse...

é diogo, todos nós temos muitos desses tipos de amigos, hehe...muito bom seu texto...um abraço

Charles Agostinho disse...

:
:

É verdade... o que seria a vida se só existissem os amigos "Professores", ou os amigos "Chiclete", por exemplo? Poxa, seria um saco!

Então, pra isto, existem os mais variados tipos de amigos; pra gente se saborear com todos os tipos de amizades possível e imagináveis. O legal é encontrar todos os tipos de amigos (o máximo possível). Até os piores tipos. Assim a gente aprende a viver, aprende a tomar as atitudes cetas, a compreender.

Assim a gente aprende a ser o melhor tipo de amigo para os nossos próprios amigos.
=)

bia maria disse...

Eu acho que ter um amigo de verdade é mto complicado.
Sabe, concordo plenamente com a importância dos amigos na nossa vida, mas q é complicado é, viu?!
Tenho pouco tempo nessa estrada... (uns vinte e poucos anos...) e talvez não tenha tido tempo pra entender o significado dessa palavrinha aí: amizade.
Salvaguardo aqueles amigos, que apesar de verdadeiros, rola aquela coligação sanguínea, não me lembro de nenhum amigo de infância... Nenhum q tenha durado mto tempo.
Tenho alguns q me são caros há bastante tempo, mas sei lá... Aconteceu de se desgastar pelo caminho... As pessoas se afastam, somem, se mudam, casam... E a gente fica pra trás.
Sei lá, eu sou do tipo q qndo o amigo é verdadeiro a gente chega de voadora... Ajuda sempre, ta lá pro que der e vier... Mas com o tempo e as pedras do caminho a gente (pelo menos eu) começa a ter medo.
Quantas punhaladas nas costas... Quantas mentiras... Quantas vezes eu precisei de alguém e num tinha ninguém lá?
Ás vezes tem gente lá q a gente nem sabia q tava pelas redondezas... Mas daí, com o tempo, esse filho da mãe q estraga tudo, eles vão por outros caminhos...
Esse negócio é todo muito complicado... Será q a gente algum dia aprende? Será que um dia a gente conhece alguém q esteja sempre com a gente? Sei lá... Nem sei oq acho...

Anônimo disse...

Eu concordo com o seu post e no mundo de hoje as palavras amizade e amigo perderam seu valor e o mais triste em tudo é percerber que nem sempre quem julgamos como amigo de verdadeé nosso amigo de verdade e aquele que julgamos não ser nosso amigo é realmente nosso amigo. Di adorei visitar seu blog parabéns por todo esse talento sucesso e paz

Anônimo disse...

Esqueceu do amigo ANÔNIMO ... Entre outras coisas, ele entra no Blog, lê tudo, comenta e não diz quem é.

Leo disse...

Amigos... existem...
simplesmente real...
ja diria o pensador.. tiririca..rsr
amigo com defeito é pouco... mas se é um amigo de verdade defeito nele nao vê...
tenha um feliz
2009...